top of page
  • Writer's pictureLevel Tecnologia

Ciberguerra: pode afetar a minha empresa?

Updated: Mar 2, 2022

Com os recentes ataques da Russia à Ucrânia, evidencia-se um problema não tão recente, mas que está se tornando cada vez mais recorrente nas práticas dos países, o ciberataque. Em tempos de guerra, o ciberataque se torna uma das estratégias da guerra híbrida de um país em conflito (estratégia que mescla táticas de guerra política, guerra convencional, guerra irregular, e ciberguerra com outro métodos de influência).



Ciberataques pelo mundo

De uns anos para cá, os ataques cibernéticos no mundo inteiro tem se intensificado, conforme mais serviços essenciais para o governo e para a sociedade civil estão sendo conectados e unificados às redes públicas, mais vulneráveis os países ficam.


Pegando o gancho da guerra atual, historicamente, a Russia é um dos países que mais se tem registros de tentativas de ataques hackers e envios de ransomwares à outros países, como os que já ocorreram desde 2015, quando hackers russos fazem uma série de ataques cibernéticos à Ucrânia, com objetivo de afetar a mídia local e a infraestrutura do país, como ferrovias, aeroportos, concessionárias regionais de energia que ocasionou um blecaute na fria Kiev, deixando mais de 225.000 pessoas sem energia.


Já do outro lado, como mostra o tweet abaixo (28.2.22), temos o chamamento do grupo Exército de T.I da Ucrânia, solicitando à população ucraniana, informá-los de alguma possível falha em sites russos para ataque. O grupo afirma que já interrompeu o funcionamento de sites estratégicos governamentais e privados, importantes do adversário.


E por aqui, no Brasil, corremos algum perigo de ataques cibernéticos às empresas?

Nós brasileiros não estamos em guerra com nenhum outro país, será que esta ciberguerra pode chegar por aqui? A resposta é: sim! Um ataque a um serviço público ou um ataque de um país que apoia o inimigo, pode afetar milhões de civis ou até mesmo em empresas de todos os tamanhos.


Lembre-se, hoje, tudo está conectado e no meio digital, a distância é irrelevante, portanto grupos hackers podem acessar facilmente outros serviços do outro lado do mundo. Um exemplo claro recente, foi o ataque ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul com um ransomware, cujo as suspeitas são de que os autores provém de regiões de fora do país, e que gerou grandes prejuízos à sociedade gaúcha.


Outro ponto para analisarmos é que normalmente, ataques são feitos por robôs, ou seja, programas criados por hackers para achar falhas e brechas em um maior número de redes e computadores e assim instalar programas maliciosos como vírus, cavalos de Tróia e ransomwares, abrindo caminhos para o crime.


 

Proteja sua empresa de ataques Cibernéticos

 

Como proteger minha empresa de ataques hackers?

Temos que ter em mente que nenhum sistema é 100% confiável, contudo, temos estratégias que podem dificultar a vida do hacker e evitar um ciberataque:

• Mantenha os computadores da empresa com os softwares sempre atualizados, principalmente o sistema operacional e antivírus.

• Mantenha o firewall ativo.

• Faça backups periódicos, preferindo backups na nuvem ou em servidores externos.

• Utilize a nuvem e virtualização de servidores para ter uma camada mais poderosa de proteção.

• Evite o uso do mesmo pendrive em diversos computadores sem que seja escaneado pelo antivírus.

• Mantenha os softwares da empresa licenciados.

• Muita atenção em arquivos e links desconhecidos, anexados em e-mails, mesmo de pessoas conhecidas.



Nós, da Level Tecnologia temos uma gama de soluções para reforçar a segurança da sua empresa. Não importa o tamanho dela ou o nível tecnológico que ela apresenta. Se você quer aprimorar a segurança e a tecnologia da sua empresa com uma T.I inteligente, fale com a gente.



Comments


bottom of page